01 abril 2016

Acredita, Não é uma mãe má

Arquivo Pessoal: Mariana no It Center curtindo um pouco da piscina de bolinha

 Você não é má mãe porque impõe uma hora de ir para a cama.
Porque não concorda que, o teu filho passe o tempo diante de uma televisão assistindo desenhos animados horas a fio.
Porque, na maior parte dos dias, você não consegue chegar a tempo de brincar com ele tanto tempo quanto gostaria.
Porque não compra todos os bonecos que ele te pede na loja.
Não é má mãe quando a paciência se esgota e tem de respirar fundo cinco vezes antes de voltar a falar.
Quando chega em casa e não sabe como vai arrumar energia para fazer tudo aquilo que te espera.
Quando às vezes se lembra do tempo sem filhos e sente alguma nostalgia.
Se questiona; quando caminha mesmo quando não se tem certeza, porque defende aquilo em que acredita, quando toda a gente te diz que precisa de ter calma, relaxar, quando tem dúvidas, quando não tem todas as respostas, porque os teus filhos deixaram de te contar tudo e os amigos deles sabem mais da vida deles que você, quando tem medo, quando não sabe que caminho seguir.
Não é má mãe porque os teus filhos fazem coisas que nunca imaginou, se o teu filho tem pior notas do que deveria
(nem ele é mau filho por isso). Quando ninguém compreende as tuas opções, porque insiste que as crianças têm de ter rotinas,
porque deixa crescer a pilha de roupa para passar, quando decide que precisa de um tempo para você, quando o teu cérebro está tão cansado que só ouve trinta por cento do que o teu filho te diz mas faz um esforço para absorver tudo.
Você não é perfeita.
É mãe e esse é o maior, melhor e mais duro trabalho do mundo.
Vai ter dias ótimos e vai ter dias terríveis. E vai ter dias que se repetem com poucas mudanças. Aproveita-os porque as crianças crescem numa velocidade.
E isso significa que terá sempre oportunidade de melhorar, de mudar.
Nunca será aquilo que sempre imaginou mas acredita que é tudo aquilo de que os teus filhos precisam. Com todas essas “falhas”. Eles te amam exatamente como é.

E não há nada melhor neste mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você achou interessante o que eu escrevi e resolveu comentar... espero críticas - sejam ela construtivas e destrutivas -, desde que não xinguem, tudo bem.
VOLTE SEMPRE!!

Comentários

comments powered by Disqus