15 junho 2013

Passeando e se aborrecendo...

Arquivo pessoal
Andando por Belém, a gente percebe que "temos um péssimo calçamento" (o que não é uma novidade), mas só nos damos conta mesmo desse problema quando precisamos utilizá-los, e como uma grande amiga minha falou: "Quando andamos com nossos carrinhos é que percebemos o que os cadeirantes sofrem."
Eu, por vezes, evito sair com o carrinho da Mariana (acho que carrinho é artigo para ser usado no shopping) porque nas calçadas que temos, difícil.
Ontem mesmo, precisamos ir ao supermercado a pé (porque o carro estava na revisão) nos arrumamos e fomos... Como eu não aguento 9,358 kg no braço e a pequena ainda não anda muito bem, saímos com ela pelas ruas de Belém com o bendito carrinho, só pra ter raiva, começando pelo nosso prédio:
A rampa de acessibilidade é muito ingrime, precisamos de duas pessoas para descer com o carrinho, saiu do prédio encontramos carros estacionados na calçada, então eu tenho que me deslocar para a pista (muito risco para gente), dobrando a esquina da Wandekolk um infeliz fez a calcada dele mais alta sem rampa para descer, e outro quebrou a dele todinha, resultado, na cidade onde moramos, eu que havia tomado banho estava ensopada de suor, fazendo as manobras pra passear...
Senhor Prefeito, olhe pelas nossas calçadas... Além de mamães que passeiam com seus filhotes, existem cadeirantes que precisam de acessibilidade permanentemente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você achou interessante o que eu escrevi e resolveu comentar... espero críticas - sejam ela construtivas e destrutivas -, desde que não xinguem, tudo bem.
VOLTE SEMPRE!!

Comentários

comments powered by Disqus